Estudo do Ipece analisa número de domicílios em segurança/insegurança alimentar em 2017/18

25 de setembro de 2020 - 14:20

O Ceará, com 53,1% dos domicílios, ocupou a terceira melhor posição entre os estados do Nordeste com maior proporção de domicílios em segurança alimentar, atrás apenas da Bahia (54,7%) e do Piauí (54%), em 2017/2018. No comparativo aos demais Estados, o Ceará ficou na 17ª posição entre os com melhor situação de segurança alimentar. Diferente do Brasil, que apresentou queda na proporção de domicílios particulares em situação de segurança alimentar (63,3%), em relação a 2004 (65,1%), o Ceará e o Nordeste apresentaram aumento: passou de 44,2%, em 2004, para 53,1% em 2017/18, enquanto o Nordeste de 46,4% para 49,7% no mesmo período.

No comparativo com a pesquisa anterior (2013), entretanto, tanto o Brasil como a região Nordeste e Ceará tiveram queda na proporção de domicílios particulares em situação de segurança alimentar e aumento da fome. A piora generalizada da insegurança alimentar grave (fome), detectada em 2017/2018 em relação a 2013, elevou a proporção de domicílios particulares nesta situação de 5,1% para 6,2% no Ceará, de 3,2% para 4,6% no Brasil, sendo o quadro de piora no Nordeste ainda pior, passando de 5,6% para 7,1%. Na região Nordeste, o Ceará encontra-se na terceira colocação, estando seis outros estados em pior situação.

Os dados – e muitos outros – estão no IPECE Informe (Nº 179 – Setembro/2020) – Situação de Segurança e de Insegurança Alimentar e Nutricional nos Domicílios do Ceará, Nordeste e Brasil. O estudo, que tem como autora a assessora Técnica Raquel da Silva Sales, da Diretoria de Estudos Sociais (Disoc) do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), acaba de ser publicado e já pode ser acessado, na íntegra, na página do Instituto. Os dados têm como base a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF/IBGE).

Clique aqui e acesse o Ipece Informe 179 – Situação de Segurança e de Insegurança Alimentar e Nutricional nos domicílios do Ceará, Nordeste e Brasil.

Assessoria de Comunicação do Ipece
(85) 3101.3509