Nova edição do Farol prevê bom crescimento da economia cearense em 2018

18 de abril de 2018 - 09:09

A economia cearense tem demonstrado uma recuperação mais intensa que o Brasil, com um crescimento de 1,87 por cento em 2017, com destaque para a agropecuária e os serviços (especialmente o comércio). A previsão é que a economia cearense cresça 3,5 por cento em 2018. A boa notícia está na “Síntese das Análises e Perspectivas”, último capítulo do Farol da Economia Cearense (nº 02) – 2018, que acaba de ser publicado pela Diretoria de Estudos de Gestão Pública (Digep) do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) do Estado.

De acordo com o diretor de Estudos de Gestão Pública do Ipece, Cláudio André Gondim Nogueira, um dos autores do trabalho, o Ceará também tem apresentado recentemente uma boa performance na atração de investimentos privados e tem mantido elevados níveis de investimentos públicos, embora seja importante continuar o esforço para manter as finanças estaduais sob controle. Nas análises setoriais específicas e, também, numa perspectiva mais agregada, ainda se verificam alguns resultados oscilantes. Isto mostra que o ajuste da economia cearense, também, será gradual e difícil ao longo dos próximos anos.

Cláudio André explica que o Farol, nesta edição, está dividido em sete partes: a primeira apresenta o cenário internacional, enquanto a segunda é mostrado o cenário macroeconômico brasileiro e cearense de forma geral, observando alguns aspectos econômicos como PIB, atividade econômica, mercado de trabalho (emprego e desemprego), inflação, taxa de juros, consumo das famílias, confiança dos consumidores, confiança dos empresários, investimentos e balança comercial; a  terceira aborda a situação das finanças públicas do Ceará.

Na quarta parte são apresentados os fatores de incerteza que mais afetam a economia do Brasil e do Ceará. Na quinta são consideradas as expectativas de mercado para o Brasil em 2018 e na sexta é feita uma análise setorial com informações sobre indústria, comércio e serviços. O estudo encerra na sétima parte, onde é feita uma síntese das análises e são delineadas perspectivas futuras da economia. O Farol tem como autores, além de Cláudio André, os analistas de Políticas Públicas Paulo Araújo Pontes, Alexsandre Lira Cavalcante e Daniel Cirilo Suliano; os assessores Técnicos Aprígio Botelho Lócio e Ana Cristina Lima Maia e ainda como colaborador Tiago Emanuel Gomes dos Santos.
A Série Farol da Economia Cearense, disponibilizada pelo Ipece, surgiu concomitante com a nova Diretoria de Estudos de Gestão Pública (Digep) a partir das apresentações feitas ao Conselho de Gestão por Resultados e Gestão Fiscal (Cogerf) sobre indicadores econômicos e sociais do Ceará, bem como acerca do cenário macroeconômico nacional e internacional. O objetivo do documento é, portanto, o de disponibilizar dados, informações e análises sucintas para que os tomadores de decisão e demais partes interessadas tenham elementos para avaliar prospectivamente os rumos das economias brasileira e do Ceará.

Clique aqui para acessar o Farol da Economia Cearense Nº 02/2018.

Assessoria de Comunicação do Ipece
(85) 3101.3509