Ceará registra terceiro maior saldo positivo de empregos no país e setor de serviços foi o que mais contratou

25 de setembro de 2017 - 15:23

O Ceará gerou, em agosto deste ano, 4.975 postos de trabalho com carteira assinada, o maior saldo de empregos deste ano e maior desde janeiro de 2015. Na análise do desempenho do emprego celetista para os estados da Federação, São Paulo foi o que mais se destacou ao gerar 17.320 postos de trabalho, seguido por Santa Catarina, com 6.130 vagas; Ceará (4.975 vagas) e Pernambuco (4.206 vagas). Vale destacar que, dos dez maiores saldos, seis estavam na região Nordeste do país.

Os dados estão no Enfoque Econômico Nº 159 – Desempenho do Emprego Celetista Cearense em Agosto de 2017, que o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará, Órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado, disponibiliza no seu sitio (www.ipece.ce.gov.br), a partir de hoje. Em agosto do ano passado, o Estado havia contratado 662 trabalhadores. No acumulado do ano até agosto de 2015, o número de vagas fechadas foi de 12.466, enquanto em igual período de 2016 foram 28.012 vagas.

Contudo, em 2017, o número de postos de trabalho celetistas fechados foi bem inferior, igual a 6.581 vagas, fruto do resultado bastante favorável de agosto do referido ano. O trabalho é de autoria de Alexsandre Lira Cavalcante, analista que contou com a colaboração de Matheus dos Santos Carvalho e Heitor Gabriel Silva Monteiro, todos do Ipece. Os dados obtidos para as cinco grandes regiões do país mostram que todas as regiões apresentaram avanço na geração de empregos com carteira assinada: o Nordeste foi destaque, com criação de 19.964 vagas, seguida pela região Sul, com saldo de 5.935 vagas; região Centro-Oeste (4.655 vagas);e Norte (3.257 vagas) e, por último, a região Sudeste (1.628).

O documento revela que grande parte dos empregos do Ceará foram criados no interior, com um total de 3.314 vagas. A Região Metropolitana de Fortaleza foi responsável por um acréscimo de 1.661 postos de trabalho. Em ambas as regiões os números referentes a esse mês superaram os números do mês passado e o do mesmo mês do ano anterior, revelando que a melhora observada em agosto foi sentida em diferentes regiões do estado do Ceará.

Analisando o desempenho dos municípios cearenses, Fortaleza gerou 1.597 vagas de trabalho com carteira assinada, seguida por Sobral (609 vagas), Icapuí (380 vagas), Aracati (227 vagas) e Limoeiro do Norte (213 vagas). Por outro lado, os maiores saldos negativos foram observados em Aquiraz (-196 vagas), seguido de Caucaia (-135 vagas), Missão Velha (-69 vagas) e Uruburetama (-34 vagas), para listar os quatro maiores.

Clique aqui e acesse o Enfoque Econômico º 159 – Desempenho do Emprego Celetista Cearense em Agosto de 2017.


Assessoria de Comunicação do Ipece
(85) 3101.3509