Instalação da Companhia Siderúrgica do Pecém causa impactos positivos na economia do Ceará, aponta estudo do Ipece

30 de maio de 2017 - 16:48

IPECE Informe Nº 109 – Impactos Econômicos, Demográficos e Sociais na Região do Complexo Industrial e Portuário do Pecém Decorrentes da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP)

Nesta Edição

“Impactos Econômicos, Demográficos e Sociais na Região do Complexo Industrial e Portuário do Pecém Decorrentes da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP)”

O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará – Ipece lançou esta semana o informe 109 que aborda indicadores que retratam as mudanças econômicas, demográficas e sociais do município de São Gonçalo do Amarante a partir da instalação da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) em 2011.

Os números apresentados revelam os impactos positivos nos aspectos econômicos, traduzidos em aumento do PIB, do PIB per capita do município e pelo aumento significativo das exportações sobre as exportações cearenses.

Em termos demográficos, a CSP atraiu imigrantes dos demais municípios do estado, do país e do exterior.  Além de pessoas, a CSP atrai novos negócios o que impacta na capacidade local de gerar novos postos de trabalho, resultando também em melhorias nas condições sociais traduzido pelo volume expressivo de mais empregos com carteira assinada, o que possivelmente pode ter afetado o indicador de Taxa de Mortalidade Infantil que apresentou queda significativa no período.

Em resumo, todos esses fatores combinados acabaram por transformar a qualidade de vida dos habitantes de São Gonçalo do Amarante, no litoral oeste do Ceará.

Acesse:  Impactos Econômicos, Demográficos e Sociais na Região do Complexo Industrial e Portuário do Pecém Decorrentes da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP)


30.05.2017

Assessoria de Comunicação da Seplag
Luiz Pedro Neto e Joanna Cruz – (85) 3101.4495

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br
(85) 3466.4898