Os primeiros cinco anos

10 de dezembro de 2014 - 13:55

IPECE: os primeiros cinco anos

14/04/2008 01:33

Em 14 de Abril de 2003 era criado o IPECE. O novo instituto nascia com o desafio de ser uma referência no país, ao mesmo tempo em que confirmava a maturidade do estado em termos de vanguarda na gestão pública.

O desafio de criar um Instituto de Pesquisa Econômica de excelência era grande, mas a liberdade de ação técnica oferecida pelo então Governador Lúcio Alcântara e a convicção da contribuição que o mesmo poderia dar ao Estado tornava a missão irrecusável.

Ao completar cinco anos o IPECE pode se apresentar como tendo cumprido sua missão inicial. Ele é hoje uma referência no país e mesmo no exterior e tem contribuído de forma importante do desenho e implantação de políticas públicas no Ceará.

Entre outros o IPECE participou de forma decisiva em projetos como: a nova política do FDI, a criação do FECOP, a Política de Gestão por Resultado GPR, a Política de Metas Sociais, os Prêmios Ceará Vida Melhor e Escola de Destaque, a nova Lei do ICMS Municipal, a Operação SWAP, o MAPP.

Ao passar de uma promessa para uma realidade o IPECE contou antes de qualquer coisa com a já mencionada maturidade política do Estado, exemplarmente representada pelo Governador Cid Gomes. O Governador Cid, como poucos, entende a importância de um órgão eminentemente técnico na estrutura de governo. Contou principalmente com a elevada competência e dedicação de seu pequeno grupo de colaboradores.

Ao todo somos um time de 52 servidores, 25 dos quais são Mestres ou Doutores, que com um orçamento global de R$ 2,5 Milhões produziu em 2007 um total de 1.149 Projetos/Produtos (www.ipece.ce.gov.br).

Em uma recente visita de um Vice-Presidente do Banco Mundial, que queria conhecer o Instituto em função de sua participação na Operação SWAP, fomos indagados sobre a “Formula” do IPECE. Ela é essa; simples e poderosa: Competência + Dedicação.

Que o IPECE continue no seu compromisso de ser um Instituto de excelência, contribuindo para o desenvolvimento do Estado e gerando conhecimentos e informações com os quais a sociedade possa sempre contar.

Marcos Costa Holanda – Presidente do Ipece

Fonte: Jornal O Povo