Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Roberto Olinto afirma que matriz insumo/produto proporciona melhor planejamento e tomada de decisão
Qui, 25 de Janeiro de 2018 10:10



O presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Roberto Luís Olinto Ramos, a falar sobre o tema "Avaliação dos Setores Dinâmicos da Economia Cearense a partir da Nova Matriz Insumo Produto do Ceará”, disse que, quanto mais as unidades da federação gerarem informações macroeconômicas, melhorando suas bases de dados, mais dinâmico será o planejamento e a tomada de decisão, já que as gestões passam a ter uma visão detalhada e atualizada da economia através da matriz insumo/produto. E é justamente isso que o Governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) e Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Estado do Ceará (Ipece), está fazendo.

Roberto Olinto abordou a questão da matriz insumo/produto na sexta edição do Fórum Ceará em Debate promovido pelo Ipece/Seplag, que reuniu, na manhã de hoje (25), no auditório do Instituto, secretários de Estado, dentre eles o da Seplag, Maia Júnior, economistas, empresários e estudante de economia. O fórum foi aberto pelo diretor Geral do Ipece, professor Flávio Ataliba, e contou ainda com mais duas exposições: de Francisco José Moreira Lopes, chefe da Unidade do IBGE no Ceará, e de Cláudio Monteiro Considera, coordenador do Núcleo de Contas Nacionais do Ibre/FGV, que apresentou o projeto da matriz insumo/produto do Ceará.



Para Roberto Olinto, a matriz insumo/produto descrevem os fluxos entre as diferentes atividades econômicas e os fatores primários, auxiliando na análise das relações produtivas da economia, portanto sendo um instrumento importante para avaliar os efeitos diretos e indiretos de políticas econômicas e/ou de mudanças na demanda dos produtos da região. Os resultados proporcionam uma visão detalhada da estrutura produtiva e permitem avaliar o grau de interligação setorial da economia e também os impactos de variações na demanda final dos produtos, mediante a identificação dos diversos fluxos de produção de bens.

O Professor Flávio Ataliba, que abriu oficialmente o Fórum, disse que uma nova matriz insumo/produto do Ceará é de suma importância, mais ainda porque a atual já estava defasada, necessitando, portanto, de uma atualização “Com esse estudo estamos realizando uma atualização fundamental, principalmente porque foram utilizadas informações obtidas junto a Secretaria da Fazenda do Estado, geradas através das notas fiscais, que mostram toda a dinâmica de compra e venda nas diversas atividades. É uma riqueza de informações, de detalhes” – afirma.

O Ceará – observa Ataliba – parte na frente dos demais estados na atualização da matriz. Ele informa que, ainda este ano, será finalizado um projeto, complementar ao da matriz insumo/produto, que vai possibilitar identificar o impacto de um setor na dinâmica das atividades econômicas sobre outros. Tais instrumentos – garante – são fundamentais para o trabalho desenvolvido pelo Ipece, sobretudo o de assessorar as principais políticas públicas do Governo do estado.

 

FÓRUM

O Fórum Ceará em Debate, que completa sua sexta edição e é uma iniciativa do Ipece e da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), com apoio do Governo do Estado,  foi iniciado em agosto de 2017 com a palestra do secretário de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado, Francisco de Queiroz Maia Júnior, que falou sobre “O Ceará Precisa de um Novo Modelo de Desenvolvimento?”. O segundo encontro foi com Eudoro Walter de Santana, superintendente do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor), secretário Executivo do Conselho da Cidade de Fortaleza e Coordenador do Pacto Por Um Ceará Sustentável.

Já a terceira edição foi com Mauro Filho, titular da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará (Sefaz/Ceará), que falou sobre  “A crise do federalismo brasileiro e seu reflexo no Ceará”; o quarto foi com o professor Flavio Cunha, que proferiu palestra sobre o tema "A Economia do Desenvolvimento Humano na Infância e na Adolescência”, e o último com o ex-ministro Ciro Gomes e o professor Luiz Guilherme Schymura, presidente do IBRE/FGV, que abordaram o tema “Pensando Alternativas para o Brasil e Ceará”.





Assessoria de Comunicação do Ipece

(85) 3101.3509
 

Calendário

Maio 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2